Dinheiro – Bem me quer, mal me quer!

Você está precisando: economizar, salvar dinheiro ou fazer seu dinheiro render?

Eu também, colega, eu também… andei lendo alguns artigos publicados, assistindo alguns vídeos no youtube e ando um tanto quanto decidida a aprender a lidar com meu dinheiro e fazer o bendito render. To cansada de ter e não ter dinheiro na conta. Eu não tenho dívidas, graças a Deus, é por pura má administração mesmo!

Meio que selecionei algumas dicas pra ajudar a fazer o nosso rico e suado dindin render. São óbvias, mas a gente não segue e acabam sendo de grande impacto no bolso.

Anote os gastos – A partir do momento que a gente começa a anotar os gastos, a gente passa a também controlar o mesmo. Fica fácil saber onde economizar.

Tenha um gerenciador financeiro – nessa de anotar e controlar os gastos, um gerador financeiro é super necessário! Pode ser o bom e velho caderninho de anotações, uma planilha no excel ou um app no telefone.

Pague as dívidas – mega inimiga da vida financeira (Graças a Deus desse mal eu não morro, mas…). É preciso quitar as dívidas pra poder salvar dinheiro. Mas pra sanar essas dívidas é preciso ter dinheiro. Então… Tem um vídeo da Flavia Calina super interessante sobre finanças pessoais, que me animou muito nessa questão.

Tenha objetivos – Tá salvando dindin pra quê, colega? Anote aí três objetivos, a curto, médio e longo prazo. E persista! Aparentemente nesse quesito, a gente divide o valor dos objetivos estabelecidos pelo número de meses que você irá levar para conquistá-lo. Por exemplo: uma viagem x, custando XX no meu aniversário em XXX meses. Divido então o valor da viagem (XX) pelo número de meses (XXX). O resultado é o valor que preciso salvar pra esse objetivo. Entendeu? O negócio é fazer isso pra cada um dos seus objetivos.

Recebeu um dinheiro que não esperava? Você tem duas opções:

1.Tem alguma dívida? Então use esse dinheiro para diminuí-la. Dê prioridade para a dívida do bendito cartão de crédito, depois pro cheque especial. E assim por diante.

2.Não tem dívida? Então, nada de gastar, amiga. Seja qual for o dinheiro, independente do valor, NÃO GASTE. Resista com todas as forças, por pelo menos dois dias. Fica mais fácil dar valor ao dinheiro extra quando passa a empolgação. Guarde o dinheiro naquela sua conta especial, a conta dos objetivos!

Guarde as moedas – Se você não gosta de moedas, aprenda o valor daquela coisinha redondinha e achatada! Eu junto as moedas que ficam jogadas pela casa (meu marido detesta elas) dentro de um pote de vidro (um de azeitonas! Hahaaah). Explico: há aaaaaanos atrás, eu devia ter uns 13 ou 14 anos, ganhei um cofrinho de amigo secreto. Eu acabei dando pra minha irmã. A minha irmã deixou o cofre na casa da minha avó e toda vez que ela ia na casa da minha avó ela depositava as moedinhas. No final do ano, abrimos o cofrinho dela, que ja mal saia do lugar. Resultado: mais de R$300 que ela salvou!!! Ok, minha avó jogava moedas lá dentro também, mas entenderam o raciocínio, né?

Faça trabalhos extras – Aproveite suas horas vagas ou finais de semana. Ná época da faculdade, tinha amigos que ganhavam dinheiro colocando TCCs naquelas tais regras, tinha amiga que transpassavam entrevistas de áudio para o escrito e depois entrega para jornalistas e editores (servicinho chato, que ninguém queria fazer, mas era necessário!. Ela se deu bem.). Dá um pesquisada. Alguma coisa aparece!

Li que esses passos são passos que os Millionários e bilionários seguiram e ainda seguem, para manter a fortuna. Não custa tentar, né?! O resultado leva uns meses para aparecer, mas se a gente não se esforçar agora, não vamos ter la na frente. É como dizem: No pain no gain! 

Achei na internet várias planilhas com valores pra salvar e resultado. Salvei duas, pra ter idéia do quanto conseguimos salvar, com um pouco de esforço.

images como-economizar21

e aí, vamos reverter esse jogo? Eu super indico assistir ao vídeo da Flávia Calina que sitei lá em cima. Boa explicação e dicas para resolver essa questão financeira.

XXX

Cibele

Anúncios